#2020maisverde, Higiene

A minha experiência com o Copo Menstrual

Decorria o ano 2012 e estava a passar duas semanas na casa da minha amiga Cláudia em Berlim, quando ouvi, pela primeira vez na vida, falar dum tal copo menstrual que era um colector de menstruação. Ela estava entusiasmada a contar as maravilhas deste copo e eu estava meio enojada a ouvir a sua experiência.
Passou-se uns meses e parecia que, de repente, todas as bloggers que seguia usavam o copo menstrual. Não podia esperar mais, encomendei o meu et voilá. Lembro-me perfeitamente que fui escolher a pior altura para o experimentar: numa viagem à Bélgica. Mas o copo estava ali a um canto em casa e eu sabia que enquanto não tomasse uma medida extrema nunca o iria utilizar.

As primeiras utilizações foram catastróficas, por mais vídeos e imagens que tenha visto parece que estava longe de perceber como deveria inserir o copo menstrual de forma a não verter parte do líquido para as cuecas.
Não vou entrar em grandes pormenores mas sim, no início foi complicado até que ao terceiro mês usava o copo menstrual de uma forma tão natural que parecia que utilizei-o toda a minha vida!

Mas afinal o que é o copo menstrual?

É uma forma de protecção confortável utilizada durante a menstruação, ou seja, substitui o tradicional penso higiénico ou o tampão. A diferença é que recolhe o sangue em vez de o absorver, evitando cheiros desagradáveis. Como o seu material é silicone cirúrgico acaba por ser mais higiénico pois evita o crescimento das bactérias e o risco de infeção é menor do que na utilização de tampões ou pensos.

Podes escolher entre 3 tamanhos: o A para mulheres que nunca tiveram um parto vaginal, o B para mulheres que tiveram parto vaginal e o MINI adequado para adolescentes ou pouco fluxo.

Benefícios:

  • Ecológicos: Não possuem cartão, algodão, plástico, embrulho ou aplicadores, reduzindo estrondosamente a quantidade de lixo que produzimos;
  • Poupança: Compras um e dura até 10 anos;
  • Saúde: É uma alternativa mais saudável e higiénica aos tampões e pensos, visto que é feito de silicone cirúrgico, anti-alérgico e não contém plástico ou outras toxinas prejudiciais;
  • Prático: Aguenta 3 vezes mais fluido que um tampão, oferecendo uma protecção mais longa nos dias de maior fluxo (podes mantê-lo durante um máximo de 12 horas seguidas).  Podes também dormir ou fazer desporto com o copo menstrual.

No meu caso em específico, foi das melhores invenções até à data porque antes, quando viajava para países da Asia, tinha de trazer um bom stock de tampões na mochila, agora basta levar o copo comigo. Ele vem com uma bolsinha própria onde o guardo no final de cada menstruação.

(Só para não falar que deixei de comprar tampões! O meu bolso e a natureza agradecem.)

Sempre que esvazio o fluído, gosto de lavar com água quente e no final da menstruação esterilizo fervendo 5 minutos numa panela pequena e está pronto para colocar na bolsinha.

Uma dica preciosa: para trocar numa casa de banho pública o melhor é levar uma garrafa de água para lavar. Há também quem simplesmente limpe com o papel higiénico.

A marca do meu copo menstrual é organicup e custou-me 23.99€. Para dez anos faz uma grande diferença no orçamento 🙂 Podes adquiri-lo aqui!

Espero ter-vos ajudado a entender melhor do que se trata o copo menstrual. Se tiverem dúvidas exponham nos comentários, prometo responder a todos.

_________________

Subscreve a nossa newsletter para receberes no teu email: dicas ecológicas, divulgação de eventos sustentáveis, novidades na loja, promoções e boas noticias.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *